Powered by Rock Convert

A locação de propriedades vem se mostrando uma alternativa de investimento bastante interessante nas últimas décadas em boa parte do Brasil, sendo uma opção certeira para quem deseja obter uma renda passiva no final do mês. Por isso, conhecer algumas dicas para economizar na reforma de um imóvel para aluguel pode ser muito vantajoso.

Fazer pequenos ajustes ou reparos mais robustos, dependendo de cada caso, é extremamente importante para manter as condições de habitabilidade da unidade, além de contribuir para a sua valorização com o passar do tempo. Confira o conteúdo abaixo e veja como fazer isso do jeito mais adequado!

1. Faça um excelente projeto

O primeiro dos cuidados que você precisa ter para economizar na reforma de um imóvel para aluguel é fazer um excelente projeto, especialmente se você precisar realizar uma obra de maior porte, que mexa em paredes estruturais ou altere a planta baixa da unidade. Fazer isso por conta própria pode ser tentador, mas não é uma boa ideia.

Um bom engenheiro ou arquiteto poderá não apenas fazer as melhores escolhas, como também indicar o que precisa ser mudado, o que pode ser aproveitado e, até mesmo, quais são as melhores tendências do mercado. Esse fator ajudará a valorizar o seu patrimônio e a fazer tudo dentro das regulamentações vigentes em nossa legislação.

2. Pesquise sobre fornecedores

Pesquisar sobre os melhores fornecedores de materiais de construção é outro ponto fundamental. Essa não deixa de ser uma das melhores dicas para economizar na reforma de um imóvel para aluguel. É nessa hora que você poderá barganhar os melhores preços e negociar condições para que o pagamento não prejudique o seu orçamento mensal.

Se você mora em um grande centro urbano, é bem provável que existam diversos estabelecimentos do gênero. Isso deve fazer com que você não hesite em bater perna por aí, conversando com os atendentes e negociando um bom abatimento. Caso você resida em um município pequeno, entre no carro e veja os valores nas cidades vizinhas.

3. Priorize reparos de manutenção

A vontade de fazer uma obra imensa e mudar completamente o imóvel pode ser enorme para boa parte dos proprietários. Entretanto, o fato é que não dá para deixar de considerar que isso pode pesar bastante no seu bolso. Sendo assim, se o seu orçamento não for flexível, priorize reparos de manutenção, ao menos em um primeiro momento.

Lembre-se de que a nossa legislação exige que, para locar qualquer tipo de propriedade para terceiros, os ambientes precisam estar em boas condições de habitabilidade. Portanto, foque em consertar eventuais problemas de vazamentos ou infiltrações, em deixar a parte elétrica totalmente segura e assim por diante.

4. Invista em pinturas neutras

A maioria dos inquilinos não ficará atraído por tonalidades muito chamativas, ainda que você seja uma pessoa que ame um vermelho ou um laranja, por exemplo. O fato é que, nesse momento, você precisa agradar ao locatário em potencial, deixando as suas preferências e o seu gosto pessoal completamente de lado.

Nesse contexto, não dá muito para fugir do óbvio. Cores como o branco, o bege e o cinza claro estão sempre em alta, principalmente para as áreas comuns, como a sala de estar e a cozinha. Nos quartos, é possível ousar um pouco mais e fazer uma parede com um matiz mais diferente, como um azul-claro ou terracota.

5. Compre com alguma folga

Outra dica importante para você que está pensando em fazer uma pequena obra no seu imóvel para locação é a de, sob hipótese alguma, comprometer todo o seu orçamento com essa reforma. Ter alguma reserva financeira é extremamente importante em qualquer situação, ainda mais se você tiver um gasto elevado.

Separe uma quantia específica para essa ocasião, tendo o cuidado de não a extrapolar em um primeiro momento. Tenha em mente que, na maioria das vezes, quando você quebra uma parede ou mexe em um encanamento, as possibilidades de encontrar um problema e ter que gastar um pouco mais serão bem consideráveis.

6. Considere reutilizar materiais

A sustentabilidade é um tema que está em voga em nossa sociedade há muito tempo, mas que vem ganhando ainda mais espaço nos últimos anos. O lado bom dessa história é que você pode estar em perfeita sintonia com essa tendência na hora de fazer a sua reforma e, de quebra, ainda ficar por dentro do que há de melhor na decoração de interiores.

Alguns materiais, por exemplo, estão super na moda, como a madeira de demolição e as mobílias reaproveitadas, muitas vezes repaginadas com uma pintura ou novas texturas. Outra dica bacana é ver quais são as chamadas “pontas de estoque” nas lojas, que costumam ser vendidas com preços menores nas mudanças de coleção.

7. Avalie as formas de pagamento

Não é novidade para ninguém que o oferecimento de diversas formas de pagamento é uma das estratégias mais utilizadas por lojas de variados segmentos para atrair clientes. Como as obras demandam compras de valor elevado, você pode negociar com o estabelecimento, obtendo descontos polpudos ou dividindo em várias vezes no cartão.

8. Pense no descarte de materiais

Dependendo do local em que você mora, o descarte de materiais pode ser um tremendo problema, sobretudo se você precisar realizar uma obra de maior porte, com quebra de paredes ou mudança de piso, por exemplo. Esse tipo de situação produzirá muito entulho e você, logicamente, precisa destinar esses itens adequadamente.

Caso ainda não saiba, procure se informar sobre as limitações da coleta, uma vez que isso varia de acordo com o município e, eventualmente, até com os bairros. Se não houver jeito, contrate uma empresa particular para a instalação de uma caçamba e a sua remoção, de acordo com o cronograma do seu projeto.

Seguindo essas dicas para economizar na reforma de um imóvel para aluguel, você poderá fazer uma obra gastando apenas o necessário, deixando a sua propriedade muito mais interessante para qualquer inquilino em potencial!

Gostou de conhecer essas dicas para economizar na reforma de um imóvel para aluguel? Então, não deixe de seguir os nossos perfis no Facebook e no Instagram!