Powered by Rock Convert

A casa própria é o sonho de muitos brasileiros, mas nem todos tem o capital necessário para comprar um imóvel à vista. Por isso, uma forma de facilitar a aquisição da habitação é a linha de financiamento da Caixa Econômica Federal.

No entanto, essa linha de crédito segue algumas regras e é preciso preencher alguns requisitos básicos para que você tenha uma aprovação definitiva. Após a análise de documentos e dos limites de renda, o banco responderá positiva ou negativamente sobre sua solicitação.

Neste artigo vamos explicar quais são os requisitos, o passo a passo e daremos algumas dicas para que você tenha mais chances de aprovação e possa finalmente alcançar o objetivo da casa própria. Quer saber mais? Continue a leitura!

Quais são os requisitos para financiar um imóvel?

Se você deseja ser aprovado no crédito habitacional da CEF a primeira etapa é sem dúvidas a preparação. Não basta só decidir que precisar ou quer uma casa ou apartamento, ir ao banco e achar que eles vão conceder. O processo é um pouco mais burocrático. Confira a seguir os requisitos básicos para conseguir crédito.

Requisitos para pessoas:

  • Ser maior de idade (18 anos ou 16 anos emancipado);
  • brasileiro, naturalizado ou possuir visto permanente;
  • não estar negativado no SPC ou SERASA;
  • possuir renda capaz de cobrir o pagamento;
  • a prestação não pode ser maior que 30% da sua renda.

Requisitos para imóveis:

  • localizar-se em município de trabalho, vizinho que faz divisa ou integrante da região metropolitana;
  • na mesma cidade onde você reside, comprovadamente, a mais de um ano;
  • para imóveis novos é preciso ter 3 anos de carteira assinada;
  • o prazo máximo para quitação da dívida é de 35 anos;
  • no caso de imóveis usados, para reformas e ampliações é necessário já ter a escritura definitiva;
  • em casos de compra de terreno, o financiamento será liberado somente se a área estiver em plenas condições de infraestrutura.

Qual a documentação exigida?

Se você preencher todas essas condições, tem mais chances de ter o financiamento liberado. É importante já ter um imóvel em vista e saber o valor aproximado que ele custará.

Vale lembrar que é possível utilizar o saldo do FGTS como parcela inicial pelo imóvel. Vamos agora à relação de documentos que você deve separar para apresentar ao banco.

Comprador:

  • documento oficial de identificação;
  • comprovante de renda de, no máximo, 2 meses;
  • certidão atualizada de inteiro teor da matrícula;
  • última declaração do Imposto de Renda e recibo de entrega à Receita Federal;
  • carteira de trabalho ou extrato do FGTS.

Vendedor PF:

  • documento de identificação oficial;
  • comprovante de estado civil.

Vendedor PJ:

  • documento de identificação do responsável legal.

LTDA ou Firma individual:

  • documento de constituição e alterações registradas;
  • certidão simplificada da junta comercial.

Sociedade Anônima:

  • estatuto social e ata de eleição da última diretoria publicada no diário oficial.

No site da Caixa você pode inclusive fazer uma simulação para ver quais possibilidades se encaixam melhor ao seu perfil. Outro fator que facilita a aprovação é possuir algum relacionamento com o banco, podendo ser conta poupança, corrente e, até mesmo, conta salário.

Agora que você já sabe quais documentos para financiamento habitacional Caixa são exigidos, é só se preparar para que o banco possa aprovar sua solicitação. Se por algum motivo receber uma negativa, não desista! Busque alternativas para ter uma renda extra e estreite o seu relacionamento com a agência bancária.

Gostou desse conteúdo? Para receber em primeira mão todos os nossos textos sobre compra, venda e locação de imóveis assine nossa newsletter!